0 items - R$0.00

Telefones: (17) 3014.3578 - (17) 99215.1742 claro

       0 items - R$0.00

Acupuntura em Dermatologia e Estética

  1. Acupuntura Estética no Envelhecimento Cutâneo e Rugas da Face.
    2. Acupuntura para Melasma e Hipercromia Cutânea Idiopática da Região Orbital (olheiras, bolsas suboculares e manchas de pele).
    3. Acupuntura Estética para Flacidez da Pele, Estrias Cutâneas e Acne.
    4. Acupuntura  Estética da Mama (Ptose mamária).
    5. Tratamento da Celulite e gordura Localizada, sob o ponto de Vista da medicina tradicional chinesa:
    A) Celulite por Estagnação de Gan Qi (Energia do Fígado) –
    B) Celulite pelas Deficiência do Pi (Baço/Pâncreas) e do Shen (Rins).
    5. ObesidadePeso ideal é o peso que corresponde à forma do corpo mais próxima possível da forma ideal, sob reserva de uma dobra cutânea normal ao nível das medidas.

    Todos os especialistas concordam que fora às raras exceções como insuficiência tiroidiana e metabolismo defeituoso, a causa número um da obesidade é o excesso de comida. Mas o que causa esse excesso de alimentação? A causa básica do excesso de alimentação é uma perturbação incontrolável na vontade natural de comer. Também essa satisfação natural e incontrolável pode ser rompida pelas emoções negativas, como ansiedade, medo, hostilidade, insegurança, etc., assim pessoas obesas devem fazer todo o esforço para evitar tais sentimentos e educar uma visão positiva da vida.

    Acupuntura é uma técnica que foi desenvolvida na China a mais de cinco mil anos atrás. Visa prevenir e tratar as doenças através do equilíbrio, pois um corpo equilibrado não adoece.

    A Medicina Tradicional Chinesa busca o equilíbrio das energias circulantes no corpo. A energia circula através dos doze meridianos (coração, fígado, baço-pâncreas, pulmão, estômago, rim, pericárdio, intestino delgado, vesícula biliar, intestino grosso, bexiga e triplo aquecedor).

    O apetite e a fome são sinais de alerta do organismo, fazem parte dos mecanismos de sobrevivência dos seres vivos.

    No caso da OBESIDADE, a Acupuntura pode obter os seguintes efeitos: 1) diminuir e controlar o apetite; 2) aumentar o tônus do estômago, dando mais sensação de plenitude gástrica; 3) tranqüilizar os pacientes diminuindo a descarga de tensões sobre os alimentos; 4) equilibrar o sistema hormonal e metabólico. Em razão de se tratar de um tratamento natural, não traz efeitos colaterais, e reequilibra psíquico-emocionalmente o paciente e cria novos hábitos alimentares.

    O profissional acupunturísta está sempre indicando medidas de apoio adequadas a cada caso. Por exemplo, no caso de bulimia, indica-se alimentação natural rica em fibras, reeducação alimentar, mastigação correta, preencher a dispensa de alimentos de poucas calorias, evitarem comer nos momentos do pico da fome, ingerir gelatinas dietéticas, distribuir melhor os horários das refeições, dissociarem os carboidratos das proteínas, etc. Em se tratando de estresse, ansiedade, angústia, depressão, etc., o próprio acupunturísta eventualmente acaba assumindo o papel de orientador, pois de sessão em sessão, vai conhecendo os problemas psicológicos dos pacientes, ganhando confiança deles e de certo modo, ele ter de assumir a orientação e o comando dos pacientes. A prática de exercícios físicos pode ser necessária como válvula de escape das tensões e obter novos contatos sociais. A prática de Tai-Chi, Ioga e outras terapias corporais-espirituais são úteis para equilibrar o corpo e a mente.

    A maior parte de obesos apresenta alterações hormonais adquiridas embora geralmente tais problemas não sejam demonstráveis nos exames laboratoriais. Quando ocorrem tiróides hipofuncionantes, isso significa apenas que tais desequilíbrios já ultrapassaram o nível funcional e estão manifestando ao nível orgânico. São aquelas pacientes que apresentam dificuldades para emagrecerem embora façam dietas adequadas. Em geral atribui a idade. Na verdade, adquiriram tais alterações hormonais devido a uma alimentação artificial causando uma intoxicação crônica do organismo, aliada a uma deficiente eliminação ao nível do intestino grosso (constipação), e uma deficiente eliminação ao nível da pele (falta de exercícios físicos e de sudorese). Muitas, além disso, apresenta tendência a retenção de líquidos por uma deficiência dos rins. Na verdade, a maioria das obesas (os) hormonais-metabólicas adquiriu esses desequilíbrios.
    Algumas involuntariamente devido a ingestão de corticosteróides por causa de problemas de coluna e artroses, outras por ingestão de hormônios estrogênios para anticoncepção, para tratamento de menopausa ou de desmenorréias. Outras por ingestão excessiva de vitaminas.

Categories: Medicina Chinesa

Comments are closed.

Copyright ©2018 - EMIVANIS - Todos os direitos reservados

INSTITUTO DA VIDA - Rua Maximiano Mendes, 354 - Santa Cruz - São José do Rio Preto - São Paulo